Missionários católicos sequestrados em Camarões foram libertados

Nesta quinta-feira, 29, foram libertados os três religiosos Claretianos sequestrados há uma semana na região de fala inglesa de Camarões no momento em que se dirigiam para uma missão de evangelização.

No website da Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria, Claretianos, foi divulgada uma mensagem na qual os três religiosos agradecem a todos que rezaram por eles e também dizem que pretendem iniciar as tratativas para libertar o motorista que os guiava durante a missão.

"Agradecemos os sinais de solidariedade que tiveram conosco durante o tempo em que estivemos sequestrados. Não foi uma experiência fácil, mas durante os momentos mais difíceis rezamos aos mártires de nossa congregação e sentimos o fervor e o amor de suas orações. Agora estamos em nossa Paróquia em Douoala e queremos começar a negociação para a libertação de nosso motorista Jerry Berson", diz a mensagem.

Para confirmar que se encontravam com vida e em boas condições de saúde, os missionários publicaram junto com a mensagem, uma selfie.

Segundo a mensagem, embora as notícias dissessem que eram três missionários e o motorista, "na realidade éramos em cinco, já que o Padre Yene Anaclet, Pároco de Douala foi negociar nossa liberação, acabou sendo preso pelos sequestradores e também posto em liberdade conosco".

Os religiosos sequestrados foram o prefeito de apostolado e diretor de 'Publicações Claretianas de Camarões', Padre Jude Thaddeus Langeh Basebang; o Padre Placide Muntong; o estudante Abel Fondem Ndia, e o Padre Anaclet. 

(GaudiumPress)

Expresso CE - Interna Inner