Marina Silva, que apoiou Aécio, diz que eleições de 2014 foram uma fraude

A candidata Marina Silva (Rede) afirmou que as eleições de 2014 foram uma “fraude”. Em sabatina realizada pelo portal G1 e pela CBN, nesta quinta-feira (13), a presidenciável fez críticas aos partidos.

Marina apoiou Aécio Neves, no segundo turno, e alega que não o apoiaria novamente. A candidata disse ainda que as eleições de 2014 foram uma fraude. Uma fraude praticada pelos partidos que usaram o dinheiro do caixa 2, abusaram do poder econômico e da violência política.

Mesmo criticando o atentado do também candidato Jair Bolsonaro, Marina tentou tirar proveito político para si ao comentar o episódio. “Porque quando a gente se omite à violência política quando ela inicia na forma de desconstrução de biografia, na calúnia, na difamação a consequência e a evolução disso é transformar a violência em ato, em eliminação do adversário. O brasil precisa sair desse ciclo perverso de violência, de polarização”, disse.

A candidata também propôs um plano nacional e a implementação do sistema único de segurança pública, mas não explciou como vai combater a violência sem ser por meio da ordem e da autoridade do Estado.

Expresso CE - Interna Inner