Saiba quem são os 12 garotos que ficaram presos na caverna na Tailândia

Os 12 meninos que ficaram presos por 18 dias em uma caverna da Tailândia poderão em breve voltar a jogar pelos "Moo Pa" (javalis selvagens), a equipe de futebol da qual fazem parte.

O resgate dos garotos, com idade entre 11 e 16 anos, e de seu assistente técnico Ekapol Chanthawong, 25, terminou nesta terça-feira (10) e todos deixaram o local em segurança.

O grupo inclui um goleiro, dois defensores, quatro meio-campistas e três atacantes, além de um jogador sem posição definida, de acordo com o jornal britânico The Guardian, - há ainda um garoto que não faz parte da equipe e estava apenas acompanhando um amigo.

Conheça o perfil de cada um deles:

 

Adul Sam-on, 14

 

Nascido em Mianmar, se tornou o mais conhecido dos meninos por ser o que melhor fala inglês, que teria aprendido por seu envolvimento com a igreja. Por isso, atuou como tradutor dos colegas com os primeiros mergulhadores, que eram britânicos. Adul joga como ponta-esquerda na equipe e pertence a uma minoria étnica perseguida em seu país. Por isso, se mudou para a Tailândia quando tinha sete anos.

 

Duganpet Promtep, 13

 

Atacante e capitão do time, já foi sondado por equipes da região para testes.Recebeu dos colegas o apelido de Dom.

 

Chanin Vibulrungruang, 11

 

Caçula do grupo, começou a jogar futebol aos sete anos e se juntou ao Wild Boars há três anos . Apelidado de Titan e também atacante, teria sido um dos últimos a deixar a caverna, segundo a imprensa local. Em carta a família, pediu para comer frango frito quando saísse da caverna.

 

Panumas Sangdee, 13

 

Conhecido como Mick, joga como zagueiro e era considerado um dos mais em forma do grupo antes de entrarem na caverna.

 

Somepong Jaiwong, 13

 

É um dos cinco do grupo que estudam na escola Mae Sai Prasitsart. Ponta-direita, recebeu o apelido de Pong.

 

Mongkol Booneiam, 13

 

Chamado de Mark, é aficionado por futebol e costuma usar camisetas de equipes profissionais. Torcedor do Muangthong United, um dos principais times do país, também pratica natação e ciclismo.

 

Nattawut Takamrong, 14

 

Em carta, pediu que a família não se preocupasse com ele. Com apelido de Tle, é atacante e está na oitava série da escola local. Em entrevista a rede de TV CNN, sua família disse que tem uma festa preparada para sua volta.

 

Ekarat Wongsukchan, 14

 

Goleiro da equipe e apelidado de Bew, era responsável por recolher o equipamento da equipe ao fim dos treinos, de acordo com o jornal The Guardian.

 

Pipat Pho, 15

 

Fez aniversário no dia que os garotos entraram na caverna, em 23 de junho. Apelidado de Nick, ele não faz parte dos Wild Boars e estava acompanhando a equipe porque é amigo de Ekarat Wongsukchan.

 

Prajak Sutham, 15

 

Note, como é conhecido, joga como goleiro e no meio-campo e também fez aniversário enquanto estava preso na caverna, no dia 1º de julho. À CNN sua avó disse ser "um milagre" o que ocorreu com o grupo.

 

Pornchai Kamluang, 16

 

Apelidado de Tee, joga na defesa e estuda na escola Ban Pa Yang.

 

Peerapat Sompiangjai, 16

 

Outro a fazer aniversário no dia que o grupo entrou na caverna, em 23 de junho, tem o apelido de Night e joga como ponta-direita. Sua irmã prometeu a CNN fazer um novo bolo de aniversário para ele quando deixasse a caverna.

 

Ekapol Chanthawong, 25

 

Assistente da equipe, foi encarregado pelo técnico principal de levar as crianças para o passeio que acabou com o grupo preso na caverna. Ex-monge, abriu mão de comer enquanto o grupo estava perdido para deixar mais comida para as crianças. Foi o último a ser resgatado, segundo a imprensa local. Com informações da Folhapress.

Expresso CE - Interna Inner