Eunício garante R$ 1 bilhão para audiovisual por meio do Banco do Nordeste

Cineastas, roteiristas, produtores e atores, toda a cadeia do audiovisual, conta agora com mais uma fonte de financiamento para a produção de suas obras. O Banco do Nordeste foi credenciado para atuar como agente financeiro do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), pelo Comitê Gestor da instituição, após ampla articulação do presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira. Ao todo serão investidos R$ 200 milhões por ano durante cinco anos, totalizando R$ 1 bilhão.

A decisão, assinada pela diretora-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine) em exercício, Débora Ivanov, foi publicada no Diário Oficial da União da última sexta-feira (3).

Também foi assinado o protocolo de intenções entre Ancine, Banco do Nordeste e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com o intuito de estruturar parcerias no fomento de projetos de desenvolvimento do setor audiovisual brasileiro.

Reconhecendo o BNB como um banco de desenvolvimento da região Nordeste, detentor de visão estratégica e capacidade de promover o bem-estar das famílias e a competitividade das empresas, Eunício defendeu que a instituição se colocasse à disposição da Ancine para atuar como agente financeiro do audiovisual, fomentando recursos para fortalecer a cultura nordestina.

O Fundo Setorial do Audiovisual é uma categoria de programação específica do Fundo Nacional de Cultura – FNC, utilizado no financiamento de programas e projetos voltados para o desenvolvimento das atividades audiovisuais.