Governador do Rio quer tratar criminoso como criminoso

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel defendeu nesta quinta-feira (3/1) que criminosos envolvidos com o tráfico de drogas sejam presos e fiquem sem direito a receber visitas e longe da civilização.

"Precisamos ter o nosso Guantánamo. É preciso colocar os terroristas em locais onde a sociedade se livre definitivamente deles", afirmou. 

A baía de Guantánamo localiza-se ao sul da ilha de Cuba e pertence aos Estados Unidos, que mantém no local uma base naval onde se encontram presos acusados de terrorismo. Enquanto Barack Obama pretendia fechar a base, Donald Trump decidiu destinar recursos para modernizar o local.

Witzel defendeu também uma nova legislação que aumente o tempo máximo da pena para os narcoterroristas, de 30 para 50 anos.

Expresso CE - Interna Inner