Morre menina com doença rara que a envelhecia 8 vezes mais rápido

A menina irlandesa, portadora de rara Síndrome chamada Hutchinson Gilford Progeria, a pequena Lucy Parke, morreu no último dia 1º, com apenas oito anos. A doença a fazia envelhecer precocemente, informou o jornal inglês Daily Mail.

O rosto de Lucy Parke ficou conhecido na web pela raridade que sua condição representava. A Progeria é uma condição rara e afeta apenas uma a cada oito milhões de pessoas e há apenas 100 casos conhecidos em todo o mundo. Para os portadores, a média de vida de 13 anos. Há raríssimos casos de pacientes que viveram até os 20 anos.

Segundo o Daily Mail, a maioria dos tratamentos se concentra na redução de complicações dos pacientes, já que 90% deles acabam morrendo por conta de aterosclerose (rigidez das artérias), que colaboram para alta incidencia de ataque cardíaco ou derrame.

Stephanie Parke, mãe de Lucy, sempre deixou claro que a garotinha era uma criança feliz. Stephanie e o marido, David Parke, têm outros três filhos (Jake, Jenny e Ben), que nasceram sem a Progeria.