Segurança

General Heleno defende uso de snipers

General Heleno defende uso de snipers

O general Augusto Heleno também defende a proposta do governador eleito no RJ, Wilson Witzel, de abater criminosos  portando fuzis.

Governador minimiza mortes de reféns em Milagres

Governador minimiza mortes de reféns em Milagres

Durante o evento de inauguração do Centro Regional de Inteligencia e Segurança, ontem (7/12), em Fortaleza, o governador Camilo Santana comenta sobre o caso de Milagres. “Intenção da quadrilha era assaltar banco e não assaltou”, diz, sem se compadecer dos reféns mortos.

Plano de Cargos e Carreira para bandidos funciona

Plano de Cargos e Carreira para bandidos funciona

O jornal O Globo registrou que o crime organizado, principalmente o tráfico de drogas, mantém uma espécie de plano de cargos e carreira em uma favela da Zona Norte do RJ. 

Camilo Santana descarta uso de Snipers contra criminosos

Camilo Santana descarta uso de Snipers contra criminosos

Durante visita às obras do Lago de Fronteiras, em Crateús, o governador Camilo Santana foi questionado sobre a possibilidade de aderir ao uso de snipers para combater a criminalidade no Ceará.

83 facções comandam crime organizado no Brasil

83 facções comandam crime organizado no Brasil

Setenta facções criminosas atuam no Brasil, segundo dados levantados pelo Ministério da Segurança Pública. Já o site DW alemão, com versão no Brasil,  fala em 83. Números à parte, o governo brasileiro está de mãos atadas diante do avanço do crime organizado no país.

Bolsonaro apoia abate de criminosos por snipers

Bolsonaro apoia abate de criminosos por snipers

Questionado sobre a proposta de Wilson Witzel de abater criminosos flagrados com armas, o presidente eleito se manifestou favoravelmente e lembrou a atuação do Exército na missão de paz da ONU no Haiti.

Conheça os snipers de Witzel

Conheça os snipers de Witzel

Os novos personagens que o governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), quer levar para as zonas conflitadas da cidade e do Estado são figuras discretas. Atiradores de elite, os snipers, na denominação em inglês, não têm nome, não devem ser vistos e quase sempre agem como sombras, confundidos com o cenário. Ainda assim são eficientes em seu trabalho: eliminar ameaças, matar pessoas. Podem atingir a cabeça de um homem a meio quilômetro de distância, de tal forma que o alvo caia imóvel.