Jovem vai à escola para salvar namorada e morre no ataque

O estudante Douglas Murilo Celestino, de 16 anos, uma das vítimas do massacre que deixou dez mortos em Suzano, nessa quarta-feira (13), tinha conseguido deixar a escola, mas voltou para buscar a namorada e foi alvejado. A informação foi dada ao "G1" por familiares do adolescente durante o seu velório, nesta quinta-feira (14).

Como conta a publicação, Douglas chegou a ser socorrido para o Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, mas não resistiu aos ferimentos.

(NAM)


Expresso CE - Interna Inner