522 veículos estacionados em esquinas foram removidos

Em pouco mais de dois meses, 522 carros estacionados próximos a esquinas foram removidos pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Estacionar a uma distância menor que cinco metros da esquina impede a visibilidade adequada no cruzamento, constituindo infração média, de acordo com o  Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A prática é uma das principais causas de acidentes, segundo a AMC. As remoções aconteceram entre 22 de março e 13 de junho. De acordo com a autarquia, foram priorizados os locais com maior quantidade de acidentes e alto fluxo veicular.

Na primeira etapa do operação Esquina Segura, também foi realizada renovação da sinalização horizontal e vertical, implantação de placas alertando a proibição de estacionamento, marca de canalização e tachões. Em uma segunda etapa, algumas esquinas serão prolongadas, a partir do alargamento da calçada de forma similar ao que foi implementado na área de trânsito calmo no bairro Rodolfo Teófilo.

A definição dos locais foi realizada com base nos dados do Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito (SIAT) referentes aos quatro primeiros meses de 2016.

São eles: Joaquim Nabuco X Pereira Valente, Oswaldo Cruz X Tomás Acioli, Oswaldo Cruz X Assis Chateaubriand, Barbosa de Freitas X Francisco Holanda, Cel. Alves Teixeira X José Lourenço, Francisco Sá X Dona Medinha, Azevedo Bolão X Amadeu Furtado, Torres Câmara X Dr. José Lourenço, Carneiro de Mendonça X Belo Horizonte, César Fontenele X Prof. Lino da Encarnação e  Amadeu Furtado X Gustavo Sampaio.

De acordo com o levantamento, o cruzamento das ruas Amadeu Furtado X Gustavo Sampaio registrou 15 acidentes, sendo nove destes com vítima, no período de janeiro a abril do ano passado.

Infração

Segundo o Artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a multa por estacionar a uma distância menor que cinco metros da esquina é de R$ 130,16 com quatro pontos na carteira. O veículo flagrado cometendo a infração será removido e encaminhado ao depósito do órgão, localizado na Av. Juscelino o Kubitschek, número 5.800, no bairro Passaré. Para retirar o veículo o condutor precisa apresentar a documentação em dia, bem como o pagamento de todos os débitos.

(O Povo)