Galvão: mudanças na CBB servem como exemplo para o esporte do Brasil

Apresentador do "Bem, Amigos!" pede maior transparência e sugere que Ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, lidere movimento em todas as confederações do país

Galvão: mudanças na CBB servem como exemplo para o esporte do Brasil

Galvão Bueno pede maior transparência no esporte brasileiro (Foto: Reprodução SporTV)

Em março deste ano, Guy Peixoto foi eleito o novo presidente da Confederação Brasileira de Basquete com a missão de amenizar uma crise que vive a entidade, que deve R$ 10 milhões e está suspensa pela Federação Internacional de Basquete (Fiba). O novo mandatário, no entanto, já tomou a atitude de fazer uma auditoria para analisar os últimos oito anos das contas da entidade. De olho nessa iniciativa, Galvão Bueno, apresentador do "Bem, Amigos!", fez um desabafo (assista ao vídeo).

O narrador da Rede Globo elogiou a iniciativa de Guy Peixoto disse que a iniciativa do presidente da CBB deve servir como um exemplo para o esporte do país. Galvão fez um apelo ao ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, que lidere um movimento para que todas as confederações do Brasil, além do Comitê Olímpico Brasileiro tenham uma maior transparência.

- Tem uma coisa nisso, dentro daquela brincadeira falando sério. Eu queria falar diretamente com o Ministro dos Esportes, Leonardo Picciani. Muda tudo e vai mudando ministro dos esportes cada vez e vai mudando a cada dia que tem interesse partidário. Na grande maioria das vezes não tem nada a ver com o esporte. Vai mudando por interesse político. Eu nunca tenho nada a priori contra ninguém, mas fico imaginando o seguinte. A Confederação Brasileira de Basquete acaba de contratar uma auditoria para ver o que acontecer nesses últimos 10 anos no basquete. Nem sei se é possível, mas não poderia o ministro dos Esportes liderar um movimento para que fossem criadas auditorias em todas as confederações do Brasil ligadas diretamente ao Comitê Olímpico Brasileiro e também auditar o próprio Comitê Olímpico Brasileiro nesses últimos 10 anos? Acho que faria um bem ao esporte brasileiro gigantesco. O que eles estão tomando atitude na Confederação de Basquete que fosse feita na natação, no vôlei. Não se está tentando passar o país a limpo? Então está na hora de passar o esporte do país a limpo.