Hacker expõe que Greenwald comprou o mandato de Jean Wyllys por US$ 700 mil

Entre os tweets do perfil cracker Pavão Misterioso, contendo supostas transações entre hackers e o site The Intercept Brasil, há a denúncia de que o ex-BBB Jean Wyllys teria recebido 700 mil dólares de Greenwald, mais um salário de US$ 10 mil mensais, para deixar o mandato e ir morar no exterior. Isso significaria a compra do mandato de Wyllys que Glenn Greenwald concederia como presente ao namorado David Miranda. 

Evidentemente, o presente não devia ser apenas um agrado entre amantes, mas um ingresso vip ao Legislativo, em meio a uma eleição já definida para o lado de Bolsonaro. O site Estudos Nacionais foi pioneiro a chamar a atenção para o risco do gabinete de Miranda se tornar uma central de inteligência. Agora vemos que a infiltração pode ser ainda mais grave e ter todo o potencial de um escândalo internacional de assunto de segurança nacional.

As informações divulgadas pelo Pavão Misterioso teriam sido obtidas aparentemente por uma hackeada do computador de Glenn Greenwald, que não poderá reclamar de nada após sugerir ao Brasil inteiro que vazamentos ilegais devem ser explicados imediatamente sem ter a origem investigada. O cracker Pavão, que pode ser alguém da Polícia Federal, põe o jornalista americano contra a parede:

"Não vou poder cotar a compra e venda de vagas no parlamento, mas em breve David Miranda e Jean Willys terão de dar uma explicação sobre 700 mil dólares e uma mesada de 10 mil dólares para a manutenção de certo BBB no exterior."

A polêmica rendeu ao Twitter a hashtag #ShowdoPavão, que virou assunto do momento no Brasil. As denúncias foram armazenadas num arquivo que pode ser facilmente acessado mesmo após o fim das atividades do perfil

Antes de sumir, o Pavão Misterioso sugeriu que algo importante vai acontecer na quinta-feira desta semana, na Polícia Federal. Alguns interpretam como uma indicação de que as denúncias foram já encaminhadas à polícia e os suspeitos serão chamados. Enquanto isso, aguardemos.

(Estudos Nacionais)

Expresso CE - Interna Inner