Jean Wyllys sugere que Greenwald compra candidaturas

Embora esteja alinhado ao ataque sórdido à Operação Lava Jato, o ex-BBB Jean Wyllys entrou em rota de colisão com o militante norte-americano Glenn Greenwald há pouco mais de um ano, ao tentar aproximar o PSOL de Israel.

Greenwald atacou publicamente o então deputado federal, acusando-o de adotar “comportamento manipulador e destrutivo”, ameaçando expor Wyllys nas páginas do site panfletário Intercept.

“Quem tem (sic) mais infos sobre isso, manda DM, pois estamos investigando e vamos reportar tudo”, disse o editor e cofundador do site.

Jean Wyllys, por sua vez, reclamou da “arbitragem partidária” de Greenwald, insinuando que o norte-americano teria comprado “candidaturas” no PSOL.

“Nunca ofendi Greenwald, sempre o tratei com respeito e nunca questionei publicamente sua ‘arbitragem’ partidária (a força da grana que compra candidaturas)”, escreveu o ainda deputado pelo Twitter.

A acusação ganha relevância no momento em que a Polícia Federal investiga, a pedido do deputado federal José Medeiros (Podemos-MT), acusações de suposta venda de mandato por parte do ex-BBB.

Segundo O Antagonista, Medeiros quer que a CCJ realize audiência pública com o ex-deputado Wyllys para que ele explique acusações feitas contra Greenwald no ano passado.

Expresso CE - Interna Inner