TCE desaprova contas de Iguatu por irregularidades

A Segunda Câmara, por unanimidade de votos, desaprovou as contas do Fundo de Desenvolvimento Educação Básica (Fundeb) da Secretaria Municipal de Iguatu, referente ao período de 2013, e imputou débito de R$ 1.028.068,20, acrescido de multa de R$ 17.541,40 a ex-gestora.

A decisão foi encaminhada ao Ministério Público Estadual para verificação de eventual enquadramento na Lei de Improbidade Administrativa. 

O débito foi decorrente do não envio de legislação, documentos e termos de parcerias que comprovassem os gastos com pagamentos de bolsistas, impossibilitando ao TCE atestar a regularidade das despesas pagas com recursos do Fundeb.

O processo de Prestação de Contas de Gestão n° 09661/2018-8 foi relatado pelo conselheiro Valdomiro Távora. Da decisão cabe recurso.

(Com TCE-CE)

Expresso CE - Interna Inner