Tesoureiro do PCC afirma que tinha diálogo com PT

Em escuta telefônica realizada pela Polícia Federal e obtida pela RecordTV e publicado no portal caneta.org.br, o tesoureiro nacional da facção criminosa PCC conhecido como “Elias”, preso esta semana, xinga o ministro Sérgio Moro por ter atuado contra os criminosos e afirma que os criminosos dialogavam com o PT.

Segundo Elias falar para outro membro da facção, “os caras (o novo governo) começaram o mandato agora (…) já mexendo diretamente com a cúpula”, o que significaria que “os caras já chegam falando que com nós já não tem diálogo, não”.

Elias xinga Sérgio Moro por, segundo o criminoso, ter vindo “para atrasar” a vida dos bandidos desde que “foi pra cima” do Partido dos Trabalhadores, o PT. “Esse Moro aí, mano, esse cara é um merda. Ele veio para atrasar. Ele já começou a atrasar quando foi pra cima do PT”.

Por fim, o tesoureiro da facção criminosa afirma que o PCC tinha diálogo com o PT. “Pra você ver que o PT com nós tinha diálogo. O PT tinha uma dialogo com nós cabuloso, mano”. (Via Caneta)


Confira o vídeo com o áudio.


Expresso CE - Interna Inner