Após seis horas do massacre, Bolsonaro se manifesta nas redes sociais

Sempre muito ativo nas redes sociais, principalmente pelo Twitter, o presidente Bolsonaro chamou a atenção por não ter se manifestado sobre o massacre em Suzano, que vitimou jovens do ensino médio da Escola Raul Brasil.

Pelo Twitter, por volta de 16 horas, cerca de seis horas após o atentado, Bolsonaro escreveu:

"Presto minhas condolências aos familiares das vítimas do desumano atendado ocorrido hoje na Escola Professor Raul Brasil, em Suzano, São Paulo. Uma monstruosidade e covardia sem tamanho. Que Deus conforte o coração de todos!"

Mais cedo, muitas autoridades emitiram nota de pesar pela tragédia. Também o Ministério da Justiça se colocou à disposição do governo de São Paulo, como pode ser visto aqui. 

 

Expresso CE - Interna Inner