Crateús cai 43 posições e reflete piora em gestão municipal, aponta Ipece

O município de Crateús (distante 350km de Fortaleza) caiu da posição 80º para a 123ª colocação geral, de acordo com o levantamento do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece). Segundo o estudo, Crateús caiu 43 posições, o que reflete piora na gestão municipal.

Segundo a pesquisa, comparando 2017 com 2016, Crateús piorou nos índices avaliados pelo Ipece, como mostra o levantamento: no último ano da gestão Mauro Soares, por exemplo, o município obteve nota 0,8299 em planejamento, e 0,7907 em transparência. Já no primeiro ano de Marcelo Machado, nos mesmos itens avaliados, as notas foram 0,7185 e 0,7500, respectivamente.  

Em apenas um ano, Crateús perdeu 43 posições. Em 2017, com nota 0,4064, o municípioi amarga um 123º lugar. Em 2016, Crateús obteve nota 0,39077 e configurava em 80º lugar na classificação geral.

O Ipece avalia os itens gestão fiscal, planejamento, transparência, resultado e eficiência.

Expresso CE - Interna Inner