Em tempos de crise, Funai planeja gastar R$ 20 milhões com mudança

Em tempos de crise, Funai planeja gastar R$ 20 milhões com mudança

No novo edifício, a Funai gastará R$ 735.204,97 com aluguel e R$ 194.795,03 com condomínio

Em tempos de arrocho nos gastos do governo federal, a Fundação Nacional do Índio (Funai) caminha na contramão da austeridade ao anunciar a mudança de sede. Hoje alocada na Quadra 2 do Setor Bancário Sul, a transferência para o Parque Cidade Corporate, no Setor Comercial Sul, poderá custar até R$ 20 milhões aos cofres públicos.

O valor estimado corresponde à mudança, à remoção das divisórias antigas e à instalação das novas, além da transferência de links, adequação do novo prédio e reforma do edifício a ser desocupado.

Atualmente, a Funai desembolsa R$ 808.964,49 com o aluguel e R$ 336.781,07 com o condomínio no espaço que ocupa no Setor Bancário Sul. A locadora ofereceu redução no valor para R$ 600.000,00 e no condomínio para R$ 298.000,00 — desconto de 21,6% —, mas a oferta foi descartada pela direção da fundação.

No novo edifício, a Funai gastará R$ 735.204,97 com aluguel e R$ 194.795,03 com condomínio, sem considerar as despesas correspondentes à reforma e à mudança.

A Funai responde a uma Ação Cautelar Inominada (ACI) pela falta de restauração do imóvel que ocupava na 702 Sul, sua antiga sede. O processo tramitou na 3ª Vara Federal e o recurso de apelação da defesa, feito pela Economisa Serviços Ltda., está na 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Procurada pela reportagem por cinco dias seguidos, a Funai não respondeu aos questionamentos do Metrópoles até a última atualização desta matéria.

(Metrópoles)