Mais uma vez vamos estabilizar os pagamentos, garante secretário

Mais uma vez vamos estabilizar os pagamentos, garante secretário

O secretário de Finanças de Limoeiro do Norte, Jerrivan Filho garante que os pagamentos serão feitos e a gestão vai recuperar a estabilidade financeira do município (Foto: Reprodução/TV Jaguar)

O secretário de Finanças de Limoeiro do Norte, Jerrivan Filho garante que os pagamentos serão feitos e a gestão vai recuperar a estabilidade financeira do município. "Da mesma forma que fizemos isso em situações anteriores, vamos resolver também agora", afirma. 

Jerrivan diz ainda que o pagamento que foi feito porque o município precisou quitar as dívidas com a Instituição dos Camilianos e garantir a continuidade no atendimento da população no Hospital São Raimundo. "Isso deixou as contas do município instável momentaneamente. Já estamos fazendo um trabalho de recomposição da estabilidade financeira, como já fizemos no passado, quando pegamos o município de forma complicada e conseguimos estabilizar", ressalta.

O secretário destaca ainda que há verbas dos governos federal e estadual que vão entrar nas contas municipais, além de fazer novos apertos e evitar despesas. "É uma determinação do prefeito José Maria Lucena honrar o pagamento até o quinto dia útil, e ele se preocupou com essa eventualidade. Assim, vamos fechar ainda mais as despesas", destaca.

"Dia 10, vamos sentar com as categorias e ver o caminho que pode ser traçado para solucionar este problema", afirma o secretário.

Para Jerrivan, a situação é eventual por conta do pagamento para com os camilianos e o problema não vai virar bola de neve. "Estamos trabalhando, fazendo contatos com parlamentares, apertando as válvulas de escape, trabalhando no limite do limite e os atrasos não devem se repetir", prevê.

O secretário lembra ainda que em 2017, no primeiro ano da gestão José Maria Lucena, a situação financeira do município era ainda mais complicada, e tudo foi sanado devidamente. "Vamos repetir essa estabilidade, essa organização financeira, até porque em 2017, foi feito o pagamento dos salários e décimo-terceiro em dia, e ainda quitamos os salários atrasados da gestão anterior", aponta Jerrivan.

Expresso CE - Interna Inner