PGR está prestes a apresentar denúncia duríssima contra Michel Temer ao STF

A procuradoria-geral da República está a poucos dias de apresentar a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) ao Supremo Tribnal Federal (STF). A previsão é que os procuradores não esperem o resultado da perícia do áudio do encontro entre o peemedebista e o empresário Joesley Batista, dono da JBS, para protocolar uma denúncia duríssima contra o presidente.

Ao chegar ao STF, o ministro Edson Fachin, responsável pela Operação Lava Jato na Corte, deverá enviar a denúncia à Câmara dos Deputados, que analisará o documento e decidirá sobre sua admissibilidade, precisando de dois terços das Casa para a denúncia voltar a tramitar no STF.

Mesmo necessitando da aprovação da Câmara para ser levada adiante, a denúncia ainda deve causar sérios danos ao presidente no julgamento junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A chapa Dilma-Temer é alvo de pedido de cassação por abuso de poder econômico e político na campanha de 2014. O julgamento começa na terça-feira (6).

(CN7)