Mais uma grave denúncia de doutrinação ideológica em sala de aula veio à tona neste sábado (16/11), em vídeo que circulou nas redes sociais, após a denúncia por parte do deputado estadual André Fernandes.

De acordo com o parlamentar, o professor manifesta claramente sua calúnia, dentro de sala de aula, para crianças de até 10 anos de idade.

"Professor xinga Bolsonaro e fala que ele mandou matar Marielle, isso dentro da sala de aula para os alunos de 8, 9 e 10 anos de idade", escreveu o deputado pela sua rede social. 

Pelo vídeo, é possível ouvir o professor, identificado como Cristiano, acusando Bolsonaro pelo assassinato da vereadora Marielle Franco.

"Os brasileiros elegeram um cão para presidente, um demônio", disse o professor. "Ai vão dizer que eu não tenho prova não, desse... eu não tenho prova, mas tenho convicção! Mesma coisa que eles disseram do... do Lula e da Dilma, eu digo dele, mesma coisa. E ainda mandou matar a Marielle", completou.

Ainda segundo o deputado, o caso ocorreu no colégio Waldemar Barroso, de Fortaleza. 

O movimento Escola Sem Partido (ESP) deu destaque à denúncia em suas redes sociais: 

"A covardia desses professores-militantes simplesmente não tem limites".